Feugiat nulla facilisis at vero eros et curt accumsan et iusto odio dignissim qui blandit praesent luptatum zzril.
+ (123) 1800-453-1546
info@example.com

Related Posts

Blog

Saiba mais: Cãibras

cãibra é uma dor intensa, similar a uma fisgada, e caracterizada pela contração involuntária dos músculos. Apesar de ser um problema bastante comum e não sinalizar nenhuma doença grave é importante que você fique atento, pois isso pode significar a deficiência de água e outros nutrientes no nosso organismo.

Algumas causas incluem o uso excessivo de um músculo em exercícios físicos, desidratação, tensão muscular ou o fato de se manter em uma mesma posição por muito tempo são alguns fatores que podem resultar em uma cãibra muscular, mas na maioria dos casos não há como saber a causa exata do sintoma.

A maioria das cãibras é inofensiva, mas dependendo da frequência, intensidade da dor, ou se outros sintomas estão associados, algumas podem estar relacionadas a:

  •         Estreitamento das artérias;
  •         Deficiência de potássiocálcio ou magnésio;
  •         Uso de medicamentos diuréticos;
  •         Diabetes;
  •         Doenças neurológicas;
  •         Doenças do fígado;
  •         Distúrbios da tireoide;

Os fatores que podem aumentar o risco de cãibras incluem:

  •         Idade avançada;
  •         Desidratação;
  •         Atividade física intensa
  •         Gravidez;
  •         Anemia;
  •         Sedentarismo;
  •         Fratura óssea;
  •         Ingestão excessiva de álcool;
Prevenção

Alimentação balanceada
Frutas, verduras e legumes são fontes de sais minerais e vitaminas. Esses nutrientes vão ajudar o bom funcionamento do músculo e garantir reservas de energia.

Evite alimentos e bebidas diuréticas para amenizar a perda de nutrientes

Água e isotônicos
Para quem faz muito exercício, é preciso repor o sódio e potássio, daí a importância dos isotônicos durante a prática. E claro, não se esqueça da água!

Condicionamento físico
É importante se alongar e aquecer antes e depois da rotina pesada do dia a dia, principalmente quando fizer exercícios físicos e lembre-se de respeitar o seu limite.

IMPORTANTE

Caso os sintomas persistam, procure orientação médica!

Sem comentários
Comentar
Name
E-mail
Website